Guia da declaração de faturamento pelo Simples Nacional

O AntecipaGov vai começar: o consignado PJ!
2020-10-05
A credibilidade da sua empresa é essencial para que ela atraia financiadores na antecipação de recebíveis. Confira algumas ações simples que podem aumentá-la.
Antecipação de Recebíveis: 5 dicas para aumentar a credibilidade da sua empresa
2020-10-13
Um passo a passo para a declaração de faturamento anual do simples nacional

Você sabe como emitir a guia de declaração de faturamento do Simples Nacional? Essa é uma obrigação que recai sobre todas as empresas que optam por esse regime tributário, inclusive os microempreendedores individuais.

Esse tipo de declaração se destina à comprovação do faturamento de uma empresa em relação ao ano anterior. A partir disso, então, é que são calculadas e estabelecidas as taxas e impostos que recaem sobre esses ganhos.

Então, continue lendo para conhecer mais sobre essa guia e também veja como é possível emiti-la de forma rápida em um passo a passo rápido e fácil.

Simples Nacional: o que é?

O Simples Nacional também é conhecido apenas como SIMPLES. Ele corresponde a um sistema de tributação simplificada que se aplica sobre micro, pequenas e  médias empresas. Dessa maneira, ele busca facilitar o recolhimento de contribuições tributárias ao mesmo tempo em que incentiva os empreendedores.

Criado em por meio da Lei 9.317/1996 esse é um dos principais sistemas utilizados no Brasil. Contudo, para que seja possível se valer das vantagens desse tipo de sistema também é preciso que sejam observados os requisitos dele, como é o caso da emissão e apresentação da guia de declaração de faturamento do Simples Nacional.

Para facilitar ainda mais a sua vida nós preparamos um passo a passo de como emitir essa guia, cumprindo com os requisitos do SIMPLES e garantindo o gozo às vantagens por ele oferecidas.

Como emitir a guia da declaração de faturamento do Simples Nacional? Confira passo a passo

Veja abaixo como desenvolver a guia para apresentação da declaração de faturamento do SIMPLES. Aliás, deve-se ter em mente que ela deve se referir ao valor bruto faturado e não ao líquido.

Então, veja abaixo o passo a passo e acabe com todas as suas dúvidas sobre a emissão da guia de faturamento.

Passo 01: acesse a plataforma

Primeiramente é preciso acessar o site do Ministério da Fazenda destinado ao Simples Nacional. O acesso pode ocorrer por esse link: http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional/;

Passo 02: saiba mais sobre o que é o Simples

Em seguida, será preciso clicar na opção “Simples – Serviços”, que estará disposta na parte superior da tela, acima do quadro “O que é Simples Nacional?”;

Passo 03: busque a opção “PGDAS-D e DEFIS – a partir de 2018”

Na sequência, busque a opção “PGDAS-D e DEFIS – a partir de 2018”. Ao lado dela existe um desenho de uma chave e será preciso clicar neste símbolo;

Passo 04: insira os dados da sua empresa

Então, o usuário será redirecionado para uma página na qual deverá preencher informações como “Número do CNPJ”, “Número do CPF do Responsável” e o “Código de Acesso”. Também, será necessário preencher os caracteres de Captcha, do lado direito da tela e clicar em “Continuar”;

Passo 05: clique em “Declaração Mensal”

Ao fazer o login, ainda, será preciso clicar em “Declaração mensal” que estará disponível em uma lista na tela e, na sequência, em “Consultar declarações”;

Passo 06: identificando declarações anteriores

Caso queira identificar as declarações do ano anterior e de cada mês dele é preciso clicar na declaração do mês de janeiro. Por exemplo, caso você busque conhecer o faturamento do ano de 2018, precisará escolher o “Ano-Calendário 2019” e clicar na declaração referente ao mês de janeiro;

Passo 06: emitindo declaração do ano atual

Por outro lado, se o seu objetivo seja tão somente emitir a guia de declaração atual será necessário encontrar o “Ano-Calendário 2020” (ou seja, do ano corrente) e, então, localizar o “PA” do último mês disponibilizado na tela. Ao encontrá-lo, deve-se clicar em “Declaração”, que estará ao lado direito da tela”.

Portanto, é muito fácil emitir a guia de declaração de faturamento do Simples Nacional e é a isso mesmo que esse sistema se destina. Assim, não deixe de cumprir com os requisitos impostos aos empresários que fazem uso do SIMPLES e garanta a regularidade do seu empreendimento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENTRAR