CCS-Bacen: saiba o que é e sua finalidade

Certidão Negativa de Débito: tudo o que você precisa saber
2018-10-29
SRC: entenda o que é e como funciona
2018-10-29

CCS-Bacen: as instituições financeiras são obrigadas a manterem os registros dos clientes atualizados junto ao Bacen

A sigla CCS significa Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional (CCS-Bacen). Trata-se de um sistema no qual são armazenados os registros de clientes que mantêm relacionamento com bancos e instituições financeiras, em geral. Nele constam cadastros de pessoas físicas ou jurídicas: residentes, domiciliadas, com sede no Brasil ou no exterior que mantenham vínculos com instituições para transações financeiras.

Neste artigo iremos detalhar mais sobre esse tão importante sistema mantido pelo Banco Central para ter controle dos entes que utilizam tais serviços.

O que é CCS?

O CCS é um sistema voltado para o registro de informações de todos os cliente que possuem relacionamento com instituições financeiras para movimentação de dinheiro. São exemplos: conta-correntes, depósitos de poupança, depósitos a prazo e outros bens, direitos e valores, seja diretamente ou por meio de representantes legais e procuradores.

O sistema não permite visualizar valores de movimentações nas contas ou de aplicações, somente é possível controlar a data de início e de término do vínculo com a instituição financeira.

Por que foi criado?

Devido à dificuldade na identificação de contas de depósitos e ativos existentes no sistema financeiro nacional, seja de pessoas físicas ou jurídicas, viu-se a necessidade de criar um sistema que provesse esses dados de forma rápida e fácil. Antes, a não existência desse sistema comprometia investigações e ações para combate aos crimes, como o de lavagem de dinheiro.

Então, foi criada a Lei nº 10.701/2003, que incluiu o dispositivo na Lei de Lavagem de Dinheiro (Lei nº 9.613/1998, art. 10-A). Tudo isso para que o Banco Central mantivesse os registros, de forma centralizada, de todos os correntistas e clientes de instituições financeiras e também de seus representantes.

Logo, o CCS visa a auxiliar nas investigações dirigidas por autoridades competentes através de autorização judicial. Isso tornou-se realidade devido a um convênio entre o Conselho Nacional de Justiça e o Bacen.

O cadastro

O principal objetivo do CCS é facilitar o rastreamento de contas de determinado cliente em caso de crime de lavagem de dinheiro.

Os principais dados que devem constar no cadastro são identificação do cliente e de seus representantes legais ou procuradores, instituições financeiras nas quais o cliente mantém seus ativos e / ou investimentos e datas de início e fim do vínculo, quando houver.

Com os dados dos clientes reunidos em um único sistema, é possível que, por ofício eletrônico, sejam requisitados aos estabelecimentos financeiros maiores detalhes sobre a conta, visto que fica fácil identificar onde o cliente mantém conta ativa.

Nesse contexto, as instituições pertencentes ao sistema financeiro nacional são obrigadas a fornecer um registro verdadeiro e exato de seus clientes. Esta base de dados deve ser sempre atualizada e qualquer alteração será dirigida ao estabelecimento financeiro que disponibilizou as informações.

Sigilo bancário

Em toda operação bancária, é necessário manter o sigilo e direito à privacidade, e não seria diferente com o CCS-Bacen. As regras são as mesmas para este sistema, onde somente podem requisitar informações o Poder Judiciário, as Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs), o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e outras autoridades que forem autorizadas por lei.

É importante ressaltar que as requisições desse relatório ao Bacen não podem ser feitas por e-mail ou telefone, somente através do sistema registrado para esse fim, pessoalmente ou por correspondência não eletrônica.

Após ter lido este artigo, se ainda ficou alguma dúvida ou se tem alguma sugestão, deixe aqui nos comentários que logo responderemos.

E também continue seguindo nossos posts para ficar por dentro de mais assuntos relacionados ao mercado financeiro.

Até mais!

Para mais informações acesse o site do Banco Central.


Você é um financiador ou empresa cedente? Cadastre-se !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENTRAR