Antecipação de recebíveis: entenda todas as modalidades

As vantagens da amortização de financiamento
2018-06-04
Venda de duplicatas em factoring: é legal?
2018-06-18

Antecipar recebíveis é uma prática bastante comum e vital para o bom funcionamento do sistema econômico brasileiro, especialmente no que diz respeito às pequenas empresas e microempresas. Entretanto, para falar sobre isso, é preciso entender melhor o conceito.

O que significa a antecipação de recebíveis? É sempre recomendável recorrer a isso, não importa o que custe? Neste texto, o assunto será explorado com um pouco mais de profundidade para que se possa acabar com as dúvidas de uma vez por todas.

O que é antecipação de recebíveis?

Antecipar recebíveis pode ser uma boa opção para o pequeno empresário que deseja ter mais vantagens no mercado, desde que saiba fazer as análises e comparações de taxas adequadamente. Se o processo for feito com a merecida atenção, pode ajudar no crescimento de sua microempresa.

A antecipação de recebíveis ajuda a microempresa porque permite o adiantamento do capital de giro, essencial para fazer o negócio continuar existindo.

Tenha em mente que isso pode ser uma faca de dois gumes para seu negócio: pode ser muito vantajoso para uma melhor e mais rápida movimentação financeira dentro de uma pequena empresa ou microempresa, mas também pode causar prejuízos ao empreendedor caso seja uma medida desnecessária ou mal planejada. É preciso levar em conta muitos fatores antes de decidir recorrer à antecipação de recebíveis.

Em tempos de dificuldade financeira, as empresas sempre procuram adiar o pagamento das contas e antecipar os pagamentos dos clientes. Normalmente isso é feito por meio de cheques pré-datados, desconto nas duplicatas ou cartão de crédito pago a prazo. Ou seja, antecipar recebíveis pode ser uma alternativa para empresas que querem se ter alguma estabilidade financeira ou precisam de dinheiro rapidamente.

Recorrer aos bancos nessas situações é comum, visto que eles são o principal responsável por essa antecipação, mas o pequeno empresário precisa estar atento para não se prejudicar com isso, pois é uma parceria que envolve taxas e afins. A precaução do empresário ou microempresário já deve começar na ponderação mais básica: será que essa antecipação é realmente necessária ou competitivamente viável? Será que essa é mesmo a única opção (talvez fazer uma promoção seja mais viável, por exemplo)?

Contudo, de maneira bem simplificada e resumida, antecipar recebíveis significa antecipar os valores das vendas para efetuar pagamento de salários, de fornecedores etc. A simplificação do processo chama a atenção de muitas empresas pequenas e, se for bem planejado, pode ser vantajoso.

Com a antecipação de recebíveis, sua empresa pode se organizar melhor para não atrasar nenhum pagamento importante e cumprir todos os prazos.

Os acordos com os bancos permitem que a empresa receba o dinheiro com bastante rapidez, às vezes até imediatamente, mesmo que o pagamento do cliente ainda não tenha sido identificado.

Isso favorece o capital de giro da empresa e permite que suas contas sejam pagas sem atraso, possibilitando a reposição de material em tempo hábil etc. Fica claro que antecipar recebíveis pode ser útil e vantajoso, mas isso pode ter custos para a empresa (os bancos não fazem esse intermédio gratuitamente). Portanto, é preciso calcular bem para decidir o que fazer.

Sabendo isso, resta conhecer as várias formas de fazer a antecipação dos recebíveis. Veja alguns dos diferentes processos para a antecipação de recebíveis:

Garantia real

As taxas de desconto para pequenas empresas no Brasil são bastante variáveis, flutuando de acordo com os valores, os prazos do recebível e, é claro, com a garantia. Um dos meios de pensar sua antecipação é a partir dessa garantia.

O lado positivo é que os bancos normalmente exigem menos garantias de microempresas, o que pode ser bastante vantajoso para o negócio. Mesmo assim, não deixe de comparar as taxas de desconto dos diferentes bancos para poder escolher a melhor opção.

Fomento

Nesse caso, a sociedade de fomento mercantil recebe as notas fiscais que seriam pagas no prazo. Após o desconto das duplicatas, o valor é repassado para o microempresário (que enviou as notas fiscais), porém com uma taxa de juros embutida. O valor é liberado em pouco tempo, e o empresário pode aplicá-lo onde precisa quase instantaneamente.

Antecipação compromissada

Este é um investimento de baixo risco para sua empresa porque, como o próprio nome já diz, há compromisso de ambas as partes. Ou seja, vale analisar o compromisso contratual antes de assinar o contrato e, é claro, observar outros fatores (um cuidado que deve ser tomado por ambos os lados do acordo) para ter certeza de que um bom negócio está sendo realizado.

Os bancos oferecem diferentes tipos de acordos, com antecipação total ou parcial e várias outras praticidades e vantagens para você e sua microempresa.

Conta vinculada

Usando uma conta vinculada, você não precisa solicitar a transferência dos recursos antecipados, pois eles já serão creditados em sua conta vinculada. Os recursos são providenciados com base no que ainda resta de sua garantia existente e com o capital de giro automático. É uma boa alternativa para quem não quer se complicar, mas também não quer perder muito tempo com o processo.

Os avisos sobre as transações são feitos eletronicamente, e as taxas da conta vinculada costumam ser bem competitivas no mercado.

Gostou do artigo? Esperamos que sim! Compartilhe com seus amigos que possam gostar de saber mais sobre antecipação de recebíveis e deixe suas observações dos comentários! Você pode encontrar outros artigos semelhantes aqui no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENTRAR