A importância da redução da assimetria de informações e a consequência da seleção adversa

Como atrair clientes para o seu negócio
Como atrair clientes para o seu negócio?
2020-11-17
Nota promissória tem valor legal? Como preenchê-la?
Nota promissória tem valor legal? Como preenchê-la?
2020-12-15
Redução da assimetria de informações e a consequência da seleção adversa

Você sabe o que é assimetria de informações e qual o impacto dela nas suas operações para obtenção ou concessão de crédito?  É sobre esse tema que vamos tratar e tirar todas as suas dúvidas.

De forma simplificada, a assimetria de informações ou assimetria informacional é o fato do tomador de crédito ter mais conhecimento sobre a sua própria situação do que o credor. Trazendo para o cenário do mercado de direitos creditórios e concessão de crédito através da antecipação de recebíveis e vendas de duplicatas, imagine que:

Pedro é dono de uma empresa que necessita de crédito para fomentar o seu negócio e honrar os seus compromissos, ele enxerga na antecipação de notas fiscais a solução ideal para  a sua empresa: tem fácil acesso ao crédito, não gera dívidas e não precisa recorrer a empréstimos. Sabemos que Pedro tem um enorme conhecimento sobre sua situação financeira e da empresa dele, e conhece mais sobre as condições de pagamentos de seus clientes – se pagam em dia ou se costumam atrasar – e, portanto, sabe muito mais sobre as próprias condições de pagamento que João, que é financiador e tem interesse em realizar essa concessão de crédito/antecipação de recebíveis para Pedro. 

Agora pensando nas operações de crédito no geral, qual será o impacto da assimetria de informações?

Os impactos da assimetria de informações

A assimetria de informações, que é considerada uma falha mercadológica causada por essa desconfiança do tomador estar guardando para ele informações relevantes, pode  resultar em prejuízos financeiros para o concessor do crédito e consequências para o tomador, visto que os concessores, nestes casos onde não se tem muitas informações sobre o negócio a ser firmado, limitam-se ou criam processos rígidos para a cessão de crédito. Todo esse movimento, acaba gerando a seleção adversa. 

Então, a seleção adversa surge na tentativa de concessores se protegerem, mas essas condições para a tomada do crédito ou taxa de juros acabam se tornando  tão desfavoráveis, que só os piores tomadores se submetem a elas. Isso faz com que, involuntariamente, pela imposição dessas condições, o credor faça sempre a seleção por esses piores tomadores, pois os bons tomadores não se sujeitam as condições estabelecidas 

Ou seja, a relação da seleção adversa com a assimetria de informação, está no fato de, por não conhecer bem o tomador, o agente financeiro ter de aumentar o prêmio de risco da operação como forma de se proteger desse desconhecido, e o aumento desse prêmio de risco tem efeito imediato sobre o custo efetivo total do crédito. Por outro lado, taxas muito altas, via de regra, afugentam os melhores tomadores e fazem a retenção de outros com elevado risco de crédito e propensão à fraude, a definição de seleção adversa.

No cenário da seleção adversa todos os tomadores de crédito são tratados iguais pelos concessores, pois por estes estarem entrando em uma negociação nebulosa, onde não se tem muitas informações sobre o negócio e empresa do tomador, ficam inseguros sobre o rumo da transação e prejuízos futuros.

Essa desconfiança, no geral resulta em 4 consequências preocupantes:
  1. Rigor excessivo nas condições para a concessão, como as taxas de juros mais altas.
  2. A recusa na concessão do crédito que, aliás, corresponde a uma das principais reclamações, atualmente, dos pequenos negócios e cidadãos brasileiros que apontam a dificuldade na obtenção de uma linha de crédito;

  3. A perda de oportunidades de investimento para o concessor de crédito;

  4. Atravanque do mercado, impossibilitando que milhares de empresas tenham acesso ao crédito para manterem seus negócios vivos

É justamente por isso que canais de transparência como os portais de negativação de crédito e o Cadastro Positivo do Consumidor são importantes para os próprios consumidores. Eles auxiliam o concessor a obter os dados que considera relevantes e permitem que as relações financeiras alcancem a transparência esperada e desejada e, assim, melhorem o cenário geral que envolve tais concessões de crédito.

Como a Antecipa Fácil atua nesse cenário?

A Antecipa Fácil, como o mercado digital de direitos creditórios, atua na construção de um ambiente mais seguro no mercado de antecipação de recebíveis, criando um mercado acessível para empresas (cedentes) e seguro para financiadores.

Em nossa plataforma temos uma construção de reputação, onde todas as transações são registradas em um histórico com transparência ao financiador. Essa é uma maneira de combater a assimetria de informação e o fenômeno da seleção adversa, criando o ambiente ideal para a geração das melhores propostas tanto para credores e quanto para tomadores de crédito. A Antecipa Fácil está do lado da transparência  de informações, protegendo cedentes com boa fé e fazendo com que eles e os financiadores tenham a melhor experiência possível. A própria duplicata escritural, que você tem mais informações no artigo “Duplicata escritural: entenda a modalidade!” é uma ferramenta que irá reduzir a assimetria e o fenômeno da seleção adversa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENTRAR